Projecto SNIG do IGP é exemplo para a Europa

De: Esri Portugal  06/21/2010
Palavras-chave Informática , Programadores informática, Cartografia

A tecnologia ESRI em particular o GIS Portal Toolkit é a plataforma tecnológica em que assenta o projecto SNIG (Sistema Nacional de Informação Geográfica), do IGP (Instituto Geográfico Português), recentemente premiado a nível europeu pela eSDI-NET, como exemplo de boas práticas em infra-estruturas de dados espaciais.

Este foi um dos 12 projectos finalistas, e premiados, entre um total de 135 candidaturas, de 26 países Europeus, ao Prémio Europeu da eSDI-Net+ que reconhece as Melhores Práticas em Infra?estruturas de Dados Espaciais. A cerimónia de entrega destes prémios (eSDI-Net+ Award Ceremony) realizou-se em Turim, a 26 e 27 de Novembro.

O SNIG é a infra-estrutura nacional de dados espaciais e, através do seu geoportal, permite pesquisar, visualizar e explorar a informação geográfica sobre o território nacional, produzida pelas entidades oficiais e também por privados. É igualmente um espaço de contacto para dinamizar, articular e organizar as actividades ligadas a esta temática em Portugal e no contexto da directiva europeia INSPIRE (INfrastructure for SPatial InfoRmation in Europe).

Como refere o IGP no seu site (), “este é um projecto pioneiro a nível mundial neste domínio”, salientando ainda que se trata “de um reconhecimento importante para a conjuntura actual em que se encontra em desenvolvimento a infra-estrutura de dados espaciais europeia, suportada pela Directiva INSPIRE, já transposta para o quadro legal nacional através do Decreto-Lei n.º 180/2009, de 7 de Agosto. É igualmente um incentivo para continuar a desenvolver e implementar a orientação estratégica seguida pelo IGP para construir infra-estruturas de dados espaciais de suporte à modernização administrativa de Portugal, das quais se destacam o SNIG e o Sistema Nacional de Exploração e Gestão de Informação Cadastral (SiNErGIC)”.

 

Evolução

Este projecto começou em 1986, ano em que foi constituído um grupo de trabalho para que em Portugal se fizesse uma estrutura como o SNIG. Mais tarde, em 1990, é formalmente criado o Sistema Nacional de Informação Geográfica, sob a égide do Centro Nacional de Informação Geográfica, para fazer a sua coordenação, tornando-se Portugal no primeiro país com uma lei para a criação de uma infra-estrutura de dados espaciais no mundo inteiro.

O segundo momento inovador e pioneiro aconteceu em 1995, quando passou a estar disponível na Internet, antecipando-se, por exemplo, aos Estados Unidos. Mais tarde criou-se um portal dedicado ao Cidadão, GEOCID que ganhou o Prémio Fernandes Costa em 2000 referente ao ano de 1999.

Em 2006, este projecto entra numa nova fase. Para fazer face às exigências da Directiva INSPIRE, o IGP reformulou o SNIG, em conformidade com os princípios e normativos estabelecidos pela Directiva, dando origem ao novo geoportal, em 2006, sendo este totalmente baseado em software ESRI, o GIS Portal Toolkit. O SNIG tirou proveito das potencialidades do GIS Portal Toolkit, permitindo através dessa ferramenta ter algumas das componentes básicas da infra-estrutura de dados espaciais devidamente pré-preparados, o que provocou a significativa evolução do portal nos últimos dois anos.

Palavras-chave Aparelhos de captura e processamento de dados, Cartografia, Informática , Produtor de software SIG, Programadores informática, Sistemas De Informação Geográfica,