Psicologia Clínica

Psicologia Clínica a Helena MarSanto - Psícologa Clínica

De: Helena MarSanto - Psícologa Clínica  01/24/2012
Palavras-chave Psicologia e Psicoterapia

A consulta de psicologia destina-se a crianças, jovens, adultos e seniores, e concretiza-se na avaliação, tratamento e prevenção de certas situações ao nível da saúde mental e do desenvolvimento infantil (no caso das crianças provendo o devido acompanhamento das respectivas famílias), perante problemas emocionais/alimentares ou do sono/físicos/sexuais/do desenvolvimento/comportamento; hiperactividade; défice de atenção; dificuldades de aprendizagem; bullying; violência física ou psicológica; stress; perturbações do humor, depressão, irritabilidade, ansiedade; fobias, etc. De acordo com  cada caso em particular, o apoio psicológico pode incluir:
Avaliação – processo de construção conceptual de compreensão conhecimento mais profundo e preciso do paciente na sua globalidade (cognição, comportamento, emoção, afecto, personalidade).
Acompanhamento psicoterapêutico - processo de desenvolvimento pessoal (alterações internas positivas significativas), para maior qualidade de vida, que pode ser dificultado por mecanismos de defesa e padrões de funcionamento adquiridos que perpetuam o sofrimento e o mal-estar.
Aconselhamento psicológico - procura promover o bem-estar psicológico perante circunstâncias que ultrapassam os seus mecanismos de resposta, pode incluir o recurso a técnicas como o treino de relaxamento.
Aconselhamento parental – visa auxiliar pais que em determinados momentos carecem de orientação sobre a melhor forma de interagir com os filhos, enfrentar desafios e exigências que a parentalidade acarreta, através a uma atitude mais adaptativa face a comportamentos e necessidades das crianças e da família, factores pessoais e relacionais da dinâmica familiar tal como no Aconselhamento conjugal e familiar, que também se aplica em situações de separação/divórcio, em que o contexto pode desencadear intenso mal-estar, ao perturbar o desenvolvimento emocional e afectivo das crianças justifica a necessidade de efectivar um processo terapêutico paralelo para minimizar a evolução de consequências problemáticas. Ludoterapia – visa promover o desenvolvimento psicológico das crianças, através do jogo e do desenho como manifestação dos vários processos que acompanham e complementam a verbalização.
Orientação - visa auxiliar, em especial os adolescentes, a definir as suas escolhas a nível escolar, vocacional e profissional, respeitando os seus interesses e as suas aptidões, implica o seu investimento intelectual, afectivo e emocional no sentido de lhe proporcionar maior possibilidade de alcançar sucesso.

Palavras-chave Psicologia e Psicoterapia

Contacto Helena MarSanto - Psícologa Clínica

Email

Imprimir está página

Partilhar