Dependência de um Banco em Leiria

De: 2L'atelier arquitectos  11/07/2013
Palavras-chave Arquitectos, Arquitectos E Gabinetes

Inserido num edifício que visa a requalificação de uma antiga zona industrial, o projecto nasce da necessidade da criação de um novo conceito para uma agência bancaria, que pretende incluir também um novo conceito de balcão de atendimento, por consequência uma nova organização, aparência e linguagem que identificasse esta instituição, pretende-se assim dar reposta a esta procura de uma renovada imagem que se deseja coesa, reconhecível entre todas as dependências/balcões, simples na sua forma, sólida, comunicativa e acolhedora. A ideia nasce deste modo a partir da utilização de dois objectos, uma caixa enquanto analogia à instituição e um balcão, tornando-se estes os protagonistas de uma estória que se desenvolve e organiza todo o espaço, espaço que consiste numa área ampla com aproximadamente 200m2. A caixa de entrada, um elemento “sólido” em pedra que ganha dois universos, um maciço durante o dia e um translucido a noite revelando o seu interior, a sua identidade, O balcão enquanto elemento produtor, balizador, de espaços e de proximidade entre utente e banco. Criam-se espaços e objectos claramente delineados e monólitos que se traduzem no mote desta instituição “somos da terra” enquanto ideia de solidez, reafirmando a característica base da intervenção, pureza na geometria, gerando uma percepção identificativa única.

Palavras-chave Arquitectos, Arquitectos E Gabinetes