Siemens apresenta soluções inovadoras no World Future Energy Summit 2010

De: Siemens, SA - Sede  06/21/2010
Palavras-chave Energias Renováveis, Equipamentos para comunicações, Fabricante aparelhos e equipamentos para comunicações

A cimeira, que se realizou de 18 a 21 de Janeiro de 2010 em Abu Dhabi, decorreu como um fórum de partilha entre os líderes do sector. Ciente dos desafios resultantes da exigência de uma redução global das emissões de CO2, a multinacional alemã procurou contribuir activamente com a apresentação de ideias e soluções para o futuro energético do planeta.

 

De acordo com Wolfgang Dehen, CEO do Sector Energy e membro do Conselho de Administração da Siemens AG “enquanto o século XX se caracterizou por uma procura crescente de energia, da qual resultou um crescente consumo de combustíveis fósseis, no início do século XXI enfrentamos o problema de criar uma base sustentável para as nossas necessidades energéticas face às alterações demográficas e climáticas e o declínio dos combustíveis fósseis”.

 

Orador no Plenário do Fórum “World Future Energy Industry - Desafios e Soluções”, Wolfgang Dehen destacou a necessidade de “um sistema de energia global integrado que enfrente os desafios que vão fazer com que a energia eléctrica passe a ser a fonte energética mais importante,”. O CEO acrescentou ainda que “além da sua versatilidade de utilização, a electricidade permite uma ampla integração de uma variedade de energias renováveis e o transporte muito eficiente de grandes quantidades por enormes distâncias. A iniciativa Desertec apresenta-se como uma visão para a área da energia limpa e pode contribuir substancialmente para um fornecimento de energia sustentável no futuro mix energético. A Siemens, com o seu amplo portefólio de componentes para centrais de energia solar, aerogeradores e transmissão de energia, incluindo soluções energeticamente eficientes para o consumidor final, é o parceiro tecnológico perfeito neste projecto de vanguarda".

 

As cidades de grandes dimensões, em grande parte devido aos seus enormes consumos de electricidade, estão predestinadas a desempenhar um papel activo na implementação de novas tecnologias para redes eléctricas, automação de edifícios e tecnologias para a redução das emissões. A Siemens oferece soluções para estes desafios com base em três passos:

 

  • Fornecimento de consultadoria e tecnologias que optimizem o mix energético no sentido de uma produção de energia mais verde. Aerogeradores altamente eficientes e a produção livre de emissões de energia solar ajudarão as grandes cidades a reduzir significativamente a sua pegada ecológica. Neste âmbito, foi adjudicado à Siemens o fornecimento de aerogeradores para o maior parque eólico construído no mar, o London Array, no qual a Masdar tem uma participação de 20 por cento. O London Array será o primeiro parque eólico construído no mar com uma capacidade de 1 GW e fornecerá energia suficiente para aproximadamente 750.000 lares - ou seja, para um quarto dos lares da área metropolitana de Londres - economizando 1,9 milhões de toneladas de emissões de CO2 por ano.

 

  • Desenvolvimento de soluções para a optimização do rendimento energético ao longo de toda a cadeia de energia: de centrais eléctricas com um extraordinário factor de eficiência, linhas de transmissão isentas de perdas (i.e. linhas HVDC para o transporte de energia por grandes distâncias) a métodos de distribuição de energia mais eficientes nas cidades e sistemas de gestão de energia altamente sofisticados para edifícios.

 

  • Optimização de sistemas de energia inteiros e construção da rede eléctrica do futuro - a Smart Grid. Trata-se de uma rede eléctrica que fornecerá um fluxo de informação bidireccional e contínuo entre os fornecedores de energia e os consumidores. A informação será utilizada para melhor equilibrar a procura e oferta e reduzirá os custos, aumentando ao mesmo tempo a fiabilidade do fornecimento. Com a percentagem crescente de energia eólica que é produzida de forma sustentável, mas irregular, torna-se cada vez mais importante equilibrar as redes eléctricas com ideias inovadoras. Por exemplo, os edifícios do futuro recorrerão a um mix de recursos energéticos distribuídos (por ex. eólico, solar) assim como a tecnologias de armazenagem de energia (por ex. térmica, hidrogénio, carros eléctricos). Daí poderão resultar ganhos de eficiência na ordem dos 20 por cento – para cada uma das fontes de energia renovável - sem necessidade de novas tecnologias.

 

A Siemens prevê que se realizam grandes investimentos globais nas infra-estruturas urbanas sustentáveis. As cidades serão as impulsionadoras de crescimento do futuro, mas serão também responsáveis pela maior quota-parte das emissões de CO2. Em todo o mundo as cidades constituirão o factor decisivo que afectará o nosso clima. Com o seu portefólio ambiental único, a Siemens é o parceiro perfeito para o desenvolvimento urbano sustentável. No ano fiscal de 2009, a Siemens obteve receitas de 23 mil milhões de euros com produtos e soluções do seu portefólio ambiental.

 

Em 2007, a população a viver nas cidades excedeu pela primeira vez os 50 por cento da população mundial. Até 2030 cerca de 60 por cento da população mundial viverá em cidades. A urbanização já é responsável por 75 por cento do consumo energético mundial e por 80 por cento das emissões globais de gases com efeito estufa. A Siemens, com os seus produtos e soluções, contribui significativamente para uma maior sustentabilidade ambiental.

 

Palavras-chave Energias Renováveis, Equipamentos para comunicações, Fabricante aparelhos e equipamentos para comunicações, Fabrico aparelhos e equipamentos para comunicações, Produção aparelhos e equipamentos para comunicações, Produtor aparelhos e equipamentos para comunicações, Sistemas Fotovoltaicos, Tecnologias De Iluminação

Contacto Siemens, SA - Sede

Email - Não disponível

Imprimir está página

Partilhar