Kickboxing Cup coliseu

Kickboxing Cup coliseu a kickboxingpt

De: kickboxingpt  12/21/2008
Palavras-chave Actividades Desportivas, kickboxing, Desportos De Combate

 As hostilidades abriram com o embate de Francisco Mendes e Juliano de Brito em K1, 3x3 minutos, 75 kg. Foi um combate de pouca história onde terminou pela via mais rápida com Francisco Mendes a colocar o seu adversário KO com uma joelhada.

De seguida segue-se Octávio Vasconcelos e Francisco Matos em K1, 3x3 minutos, 71 kg. O 1º assalto foi muito dividido com golpes de parte a parte dos dois atletas. Octávio a apostar mais no jogo de punhos e tentar ser muito incisivo, mas Francisco a dar grandes dificuldades ao seu adversário e por em bastantes momentos a superiorizar-se. Francisco fez um jogo de mobilidade muito rico e com bons apontamentos técnicos o que causou dificuldades de impacto a um atleta possante como Octávio. Um bom trabalho de Low kicks tira a alavanca para os punhos de Octávio e provoca o natural desfecho com Francisco Matos a vencer justamente.

O 3º combate opôs Ricardo Lopes e Stefan Hadgym em 4x2 minutos, Full-contact, 81 kg. Foi um combate que opôs um Ricardo Lopes com segmentos corporais mais longos para um insistente Stefan. Este ultimo desde logo opôs uma tactica de grande pressão a nível de punhos ao seu adversário que esteve muito bem num trabalho de contra de pernas. Contudo Stefan conseguiu claramente pontuar com maior eficácia e a ter a vitória justa.

De seguida realizou-se o confronto entre Fernando Fernandes e Hugo Matos para o titulo nacional 81 kg, Full-contact, 8X2 mints. Infelizmente foi um combate muito curto pois Fernando Fernandes contraiu prematuramente uma lesão na pálpebra do olho que o médico não permitiu a continuação do embate. Ficou então por atribuir este título que poderá ser realizado num futuro muito próximo.

O 5º combate da noite foi protagonizado entre João Oliveira e Pedro Ramis em Muaythai, 3X3 minutos, 81 kg. Desde o inicio do combate que o português João Oliveira foi mais esclarecido em relação ao embate e não permitiu que o espanhol impusesse o seu jogo. João Oliveira acaba por ganhar o combate naturalmente pela via mais rápida sem este ter muita história.

O 6º combate opôs Pedro Koll e Tiago Vital em lowkicks 3x3 minutos, 60 kg. O combate foi de facto muito equilibrado, onde os dois atletas procuraram desde o princípio ao fim a vitória da contenda. Pedro Koll mais experiente, controlou as hostilidades do combate. Contudo não podemos deixar de apontar a excelente performance de Tiago Vidal que demonstra assim que pretende estar entre os melhores na sua categoria. Um excelente embate com a vitória para Pedro Koll.

De seguida foi a vez de entrar em cena Gil Silva e José Almeida para o titulo nacional 67 kg, lowkicks, 5X2 minutos. Foi um combate bastante emotivo com o publico a apoiar bastante os dois atletas. Gil silva apostou bastante a criar dificuldades aos punhos de José almeida. Combinações de punhos e pernas elevadas ao rosto e com desequilíbrios através de varrimentos foram as principais armas utilizadas para contrariar os punhos mortíferos de José Almeida. Foi do inicio ao fim um combate equilibrado. No fim a vitória sorriu a Gil silva que se sagrou campeão nacional de Low Kicks.

O 8º combate pertenceu a Leonildo Évora e Gaby Tretjony em k1, 3X3 minutos, 81 kg. O combate começou logo mal para o Espanhol que tropeçou nas cordas ao entrar no ringue e iria quase caindo na sua entrada. Foi um presságio para o desenrolar do combate onde Leonildo colocou sempre joelhos muito fortes á zona do tronco e não permitiu que o seu adversário ganha-se qualquer vantagem. No fim a vitória foi com naturalidade para Leonildo Évora contra um adversário impotente às suas investidas.

O 9º combate valia para o Titulo Ibérico, Muaythai, 5x2 minutos, 54 kg e oponha Rui Garcia e Niko Barbera. Dois atletas de facto muito diferentes e com uma maior experiencia por parte de Rui Garcia. Mas quem pensou que o combate seria fácil para o atleta português estava muito enganado. O atleta espanhol alem de ter um aspecto muito Juvenal esteve sempre á altura e a criar dificuldades ao seu adversário. Rui Garcia contudo mostrou muitos bons pormenores com joelhadas em salto e cotoveladas em rotação que deram espectacularidade ao combate. A vitória foi encontrada aos pontos para o atleta português Rui Garcia.

O combate agendado ente Luís Reis e Alviar Lima (k1, 3x3 minutos,  72,5 kg) não se realizou alem da presença dos dois atletas. No dia anterior Alviar Lima acusou peso a mais na balança para a disputa do combate e não existiu acordo para a realização do mesmo. Um infelicidade para os fãs e para o espectáculo que contava ver um embate entre estes dois atletas.

O último combate da noite foi a esperadíssima disputa do Título Nacional (5X3 minutos, k1, 72 kg) entre dois dos melhores atletas nacionais Arnaldo Silva e Ricardo Fernandes. A expectativa era muita e o clima estava criado para os atletas provarem as suas capacidades. O combate iniciou com trocas muito fortes de parte a parte entre os dois atletas e logo afirmaram que pretendiam sair vitoriosos. Contudo, Ricardo Fernandes inadvertidamente baixa a guarda da mão esquerda e permite que Arnaldo silva conecte um punho vigoroso que deixa “grog” o seu adversário. Depois da contagem de protecção Arnaldo Silva não permitiu mais que o seu adversário recupera-se e infligiu várias combinações fortíssimas. Numa dessas combinações terminou por conectar um circular alto ao rosto de Ricardo Fernandes que fez terminar o combate. O novo campeão nacional é assim Arnaldo Silva que terá em principio um embate contra outra das lendas do Kickboxing  Nacional - José Reis.  Terminou assim mais um Kickboxing Cup 2008 que ficou marcou novamente o panorama nacional .

Palavras-chave Actividades Desportivas, Desportos De Combate, Eventos de kickboxing, kickboxing,