Restaurante Colares Velho

Restaurante Colares Velho a Restaurante Colares Velho

De: Restaurante Colares Velho  06/14/2009
Palavras-chave Restaurantes

 

Após alguns meses em obras, reabriu portas, com nova gerência, o “Colares Velho”. Trata-se de um restaurante clássico e com pergaminhos na zona de Sintra, que foi inaugurado há cerca de 30 anos.

Esta ex-mercearia bicentenária, foi agora redesenhada com a colaboração e mestria de Rosarinho Gabriel e José Costa Reis, que ajudaram a transformar este espaço num local íntimo, acolhedor e com enorme “cachet”, convidando quem por lá passa a entrar e permanecer, desfrutando da panóplia de espaços pensados ao pormenor (anexamos algumas fotos).

Para além do ambiente único e tão especial, a nível gastronómico a oferta é variada, baseando-se numa ementa tradicional portuguesa. Fruto da selecção cuidada dos melhores produtos que as Quintas da zona têm para oferecer, são elaborados pratos com alma e carinho, como a Trouxa de Lombarda Recheada com Vitela e Enchidos, Bacalhau à Gomes de Sá, Pernil no Forno ou as magníficas Açordas.

A Carta de Vinhos é rica e variada, tendo sido baseada numa pesquisa feita, não apenas pela denominação de origem e marcas consagradas, mas em função dos excelentes vinhos elaborados por novos ou pequenos produtores nacionais.

O que se pretende com esta nova interpretação do “Colares Velho”, é oferecer um espaço harmonioso, cativante, onde quem o visita se sinta o convidado da Família, a quem condignamente, serão prestadas todas as honrarias.

Fazem ainda parte deste novo conceito, uma Sala de Estar com Lareira, convertida em Sala para fumadores, um Pátio com Jardim, ideal para tomar Café e prolongar a conversa, o Salão de Chá e Cafetaria.

No Salão de Chá, que tem para oferecer alguns dos melhores Chás do mundo, são servidos os Scones quentinhos com compotas caseiras e fabulosos bolos à fatia, entre muitas outras divinas tentações, lanches e petiscos.

A “Mágica” Sintra, Património da Humanidade, tem agora em Colares mais um local, que preserva o património culinário português e a arte de bem receber. Ganhando assim, um novo e fiel intérprete, onde os preços praticados são igualmente sensatos e convidativos.

Como refere Aldous Huxley,  “O homem pode ser um ditador e pessimista antes de uma boa refeição e um optimista que acredita no livre arbítrio depois”.

Arriscamos afirmar, que quem frequentar o “Colares”, corre o sério risco de se transformar num optimista.

Palavras-chave Restaurantes